14 fevereiro 2018

"Ninguém pode curvar Cuba"



Cuba seguirá seu próprio caminho, ninguém pode quebrá-la, embora alguns sonhem com essa submissão e servilidade como o secretário-geral atual da OEA, Luis Almagro.

05 fevereiro 2018

Cuba rejeita o retorno da Doutrina Monroe


O Ministério dos Relações Exteriores adverte sobre a gravidade da mensagem de arrogância e desprezo com que o secretário do Estado dos Estados Unidos iniciou uma visita a vários países da América Latina e do Caribe.

03 fevereiro 2018

Em que consiste o bloqueio dos EUA contra Cuba?


Em 3 de fevereiro de 1962, o então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, assinou a Ordem Executiva Presidencial 3447 com a qual implementou formalmente o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto há 56 anos na ilha de Cuba.

27 janeiro 2018

Dois homens, um sonho


O homem barbudo falava na frente da multidão como se tivesse o Apóstolo ao seu lado.
Acompanhando-o. Indicando o caminho. Porque mais do que a estátua perpetuada em mármore — essa que faz tremer todas as fibras da alma aos cubanos — o que estava por trás desse prédio, na Praça, era a continuidade do mesmo pensamento, como se o discípulo e o professor concordassem.

23 janeiro 2018

As mulheres da Revolução Cubana


A luta das mulheres cubanas já é registrada desde a luta pela independência do país. No século XIX, ainda sob domínio espanhol, inicia-se em Cuba um movimento independentista, que lutava contra a escravidão e a colonização. Nascida em Santiago de Cuba, em 1815, Mariana Grajales Cuello foi uma das primeiras mulheres que lutou pela liberdade de seu país, teve treze filhos e foi com a maioria deles embora de sua cidade para juntar-se à luta. Criou os Maceos, para lutarem pela independência, combatentes de destaque.  Seu filho Antônio Maceo foi o maior general do Exército Libertador e era reconhecido pelas suas táticas militares.

13 janeiro 2018

Cuba condena declarações racistas de Trump


O Ministério de Relações Exteriores da República de Cuba condena firmemente as declarações racistas, ofensivas e grosseiras do Presidente dos Estados Unidos da América, sobre Haiti, El Salvador, Estados africanos e outros continentes, no decurso de uma negociação sobre a programa migratório conhecido como DACA, que aconteceu na Casa Branca, ontem.

Essas declarações, cheias de ódio e desprezo, provocam indignação no povo cubano, orgulhosas do contributo que, ao longo de sua história, tornou nacionais e seus descendentes de diferentes latitudes, particularmente africanos e haitianos, desde o momento em que nossa nacionalidade foi forjada.

Cuba junta-se à forte rejeição que essas declarações atraíram ao redor do mundo, especialmente nos países do Sul.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros expressa sua mais sincera solidariedade com todos os países ofendidos.

Havana, 12 de janeiro de 2018
Ano 60 da Revolução

12 janeiro 2018

Cuba orgulhosamente defende seus heróis como um dia eles defenderam nossa independência


No mausoléu dos heróis e mártires do Terceiro Front Mario Muñoz, localizado no coração da Serra Maestra, em Loma la Esperanza, teve lugar, em 11 de janeiro, uma cerimônia militar presidida pelo general-de-exército Raúl Castro Ruz, em que foram sepultados os restos de 33 combatentes mortos durante a guerra de libertação ou mortos após o triunfo da Revolução.